segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Capitulo Nove

Escritório de Cesar

- Bom dia! Dr. Cesar Salgari está?
- Bom dia! Você tem hora marcada? - pergunta a secretaria.
- Vim a pedido do Dr. Cabral.
- Ah você é advogada que trabalha com ele?
- Sim. Nicole Villar.
Look: Nicole

- Aguarda um momento ele está com um cliente. - diz a secretaria.
Uns minutos depois Cesar sai da sala acompanhado do cliente. Nicole estava sentada na recepção.
Recepção

- Lídia, você marca pra ele na quarta de manhã. - diz e já virava de volta pra sala depois de despedir do cliente.
- Sim. Dr, a advogada do Dr.Cabral. - diz apontando Nicole que já tava tensa quando o viu chegar.
- Como vai? - fala ele e apontando pra entrar na sala com ele.
- Eu trouxe os processos pra o senhor analisar.

- É Nicole seu nome. - diz tentando não demonstrar que se lembrava dela ou que estava nervoso com a presença dela.
- Sim.
- Quer tomar um café, um chá Nicole?. - oferece ele.
- Não obrigada. - diz ela.
Ele passa um tempo olhando o processo mas não conseguia se concentrar.
- Dr. Cesar. - liga a secretaria. - Seu irmão está aqui, o Dr. Henrique.
- Pede pra ele entrar.
- Bom dia! Eu espero você terminar. - diz Henrique assim que entra.
- Já estamos acabando.
- O senhor pode verificar esses outros depois, temos um prazo de quinze dias. - diz Nicole, se levantando e pegando suas coisas pra sair.
- Assim que terminar eu entro em contato com vocês. - diz cumprimentando com aperto de mão.
- Obrigada e tenham um bom dia.
- Então é essa a advogada que tá te deixando distraído? - pergunta Henrique depois que ela sai.
- Do que você está falando?
- É ela? - insiste o irmão.
- Tá falando bobeira.
- E foi o que você disse, era só uma bobeira que tava acontecendo. Vai me conta, eu vi o jeito que você olhava pra ela.
- Vamos almoçar, você veio pra isso né?
- Foi, e hoje temos mais um assunto pra conversar.



No restaurante

- Ela se chama Nicole,  e é estudante de Direito. - diz Cesar, um tempo depois.
- Você tá falando da advogada que está apaixonado.
- Eu não estou apaixonado, só acho ela diferente, encantadora.
- E esses olhos brilhando é o que?
- É só uma coisa platônica. E jamais vou levar adiante isso. Eu sou casado, esqueceu.
- É não esqueci, e você principalmente não deve esquecer.
- É só um sentimento que surgiu e já vai passar. Não vou levar isso adiante. E não vou fazer isso com a Thais.
- E se não passar?
- Vai passar.

Casa de Lara

- Oi meu amor. - diz Lara beijando o marido.
- Oi.
 Look: Lara
- Que você tem?
- Fui almoçar hoje com o Cesar.
- Ele já sabe da Thais e do Edu?
- Ainda não.
- E porque você tá com essa cara.
- Ele tá apaixonado por outra garota.
- O que? Você tá falando serio?
- Sim, mas ele não saiu com essa garota, é só amor platônico, e sabe o que me deixou triste, que ele disse que não tem coragem de levar adiante por causa da Thais.
- Coitado do Cesar, vai ser um choque quando ele descobrir.

Casa de Cesar

Cesar estava na sala assistindo televisão com seu filho Tom. E mesmo ele querendo esquecer Nicole,
seus pensamentos viajava até ela.
- Cesar, podemos conversar. - diz Thais tirando ele dos pensamentos.
- Sim, aconteceu alguma coisa? - fala ele vendo a cara seria dela.
- Aconteceu, vamos no escritório.
 Look: Thais
- Fala, o que foi. - diz ele quando já estavam no escritório.
- Não tem uma maneira mais fácil de falar isso, e nem sei como te falar isso.
- Você tá me preocupando Thais, o que aconteceu?
- Eu traí você. - fala ela de uma vez.
- O que? Isso é uma brincadeira?
- Não, infelizmente não.
- Porque você tá me contando isso, você vai sair de casa?
- Não, não sei.
- Quem é o cara?
- Não faz diferença você saber quem é, só to te contando e dizer que terminamos tudo. Não tô mais com ele.
- Quem é esse cara Thais.
- Cesar...
- Quem é esse cara? Fala Thais. - diz ele já alterado segurando ela pelos ombros.
- O seu irmão.
- Meu irmão. - diz ele sentando no sofá. - Qual irmão?
- O Edu.
- Desde quando?
- Que importância tem, nós terminamos.
- Que importância tem, eu fui corno por não sei quanto tempo e ainda com meu irmão e você diz isso? Quanto tempo Thais?
- Cinco anos.
- Cinco anos? - repete ele.
- Sinto muito Cesar.
- Sente mesmo? Quem mais sabe? Minha familia sabe? Ah, claro que sabe, se não for isso porque outro motivo estaria me contando. Minha mãe descobriu né. - diz e faz uma pausa. - Sai daqui Thais.
- Cesar.
- Sai daqui, não quero ver você na minha frente. Sai Thais. - grita ele.
Depois que ela sai ele fica chorando.